Silêncio

Reads: 154  | Likes: 5  | Shelves: 0  | Comments: 0

  • Facebook
  • Twitter
  • Reddit
  • Pinterest
  • Invite

Status: Finished  |  Genre: Poetry  |  House: Santa EZERGAILE

Repara no que nos rodeira,

O silêncio. 

Quando tu vens assim com tanta calma,

Vale a pena sonhar.

Nada te  peço, nada,

Duro e o silêncio.

Feliz aquale que administra sabiamente silêncio,

Que não são mais do que o silêncio;

Nas suas formas nuas

Escrevo todos os teus nomes

Ao longo da muralha que habitamos,

Palavra cresce com palavras delicates

E o escondiam numa estrela.

 

Repara no que nos rodeira,

O silêncio. 

Quando tu vens assim com tanta calma

Vale a pena sonhar,

Nada te  peço, nada.

Duro e o silêncio.

Feliz aquale que administra sabiamente Silêncio,

Que não são mais do que o silêncio;

Nas suas formas nuas

Escrevo todos os teus nomes

Ao longo da muralha que habitamos,

Palavra cresce com palavras delicates

E o escondiam numa estrela.

 


Submitted: May 17, 2020

© Copyright 2021 Santa Ezergaile. All rights reserved.

  • Facebook
  • Twitter
  • Reddit
  • Pinterest
  • Invite

Add Your Comments:


Facebook Comments

Other Content by Santa Ezergaile

Poem / Religion and Spirituality

Poem / Poetry

Poem / Non-Fiction